Saudades

Posted by: Clodoilson

novembro 6th, 2008 >> Existencialista

Saudades do tempo em que eu nem a sentia, pois todos éramos tão juntos e o mundo era tão pequeno que não havia espaço nem tempo para se sentir saudades.

Meus amigos estavam sempre perto de mim, invadindo minha casa, minha intimidade, minha privacidade, tudo tão divertidamente desordenado que hoje me deixa saudades…

Minha família embora nem toda junta, sempre se juntava; eram ocasiões de ansiedade aquelas datas marcadas no calendário, estávamos sempre juntos quando olhávamos os álbuns de família, nesse tempo sentíamos mais fortemente um vínculo a nos unir, só hoje sei que nos unia porque a testemunha disso é a saudade…

Meu amor estava sempre diante dos meus olhos, aquela garota da escola, aquela menina da rua ou da outra rua, aquela amiga da amiga que por mais distante que estivesse jamais seria a mais de meia hora de um coletivo, tenho saudades de todos os meus amores, deles e de mim mesmo quando os amava, porque mesmo quando sofria, brilhava…

Tudo naquele tempo era motivo para poema, uma raiva, uma tristeza, um amor, uma alegria, uma desventura, um desabafo… ai que saudades da musa! Ah a musa, meu Deus! Por onde anda a musa?! Tantas saudades dela que sempre me visitava e praticamente me obrigava a vomitar tudo que tinha jogado dentro de mim, que tinha me inspirado, que tinha semeado em meu coração e, que ao final, sempre pedia de volta com algum lucro, sim, pois a musa é algo como que capitalista e só agora na saudade dela o percebo. Para a musa, quem não dá lucro não merece investimento, os avaros que não dividem seus dons, não os aplicam no próximo para que igualmente dêem frutos, esses logo ficam amargos ou completamente sem ela.

Mesmo assim a musa é sazonal, forçar a colheita dá maus frutos por aqui, melhor é esperar, pois quando chega, vem com ventos de inspiração, montada num novo amor, nova conquista, uma dor diferente ou simplesmente em cavalos abstratos e brancos como este que se chama saudade.

Comentários do Face

comentários

This entry was posted on quinta-feira, novembro 6th, 2008 at 9:58 and is filed under Existencialista. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed.You can leave a response, or trackback from your own site.
15 Responses to “Saudades”
Júlio César Says:
novembro 6th, 2008 at 11:49

Grande Clodoilson, pois é rapaz, estava refletindo aqui sobre a saudade de que vc tanto falou, pois é…o tempo anda ligeiro e não perdoa…mas ensina. Abração meu caro amigo, continue escrevendo muito, adicionei teu blog nos favoritos viu.

pena q só relfetimos o qnto temos saudades e gostamos de alguem ou de algum tempo qndo ele ja passou….
TBM SOU UMA ETERNA ROMANTICA E SAUDOSISTA E VEZ POR OUTRA GOSTARIA D VOLTAR A SER UM ADOLESCENTE SEM COMPROMISSOS….
ADOREI SEU TEXTO ,,,PARABENS!!!!!!!!!!!

Já estava com falta dos ótimos contos quase biográficos (ou totalmente biográficos?) de Clodoílson. O título seria uma referência a sua distância da nossa terrinha? Além de deixar os amigos os amores também ficam. Na distância, pense na saudade, acho ela melhor que a nostalgia…

Caramba, como é bom ler teus textos novamente!!!! =D Faz refletir, relembrar, ou até os dois juntamente! SEMPRE!!! Obrigado por avisar que tá de volta viu!!! =*

Melquisedeque Says:
novembro 12th, 2008 at 0:02

Fala GRANDE Clodoilson tudo bem contigo? Volta logo po pra joão pessoa pra mim lhe destruir em TKF(Mugen) 🙂
Gostei do site espero que tenha muita divulgação.
Um forte abraço, to lhe aguardando para o conbate.

Salve, Mestre!
Interessante como quase sempre me identifico com os teus textos. Vez ou outra me flagro pensando na saudade que sinto de tudo que ja passou, e tambem daquilo que ainda vai passar, porem ja deixa saudades. Mas aproveito para ressaltar que apesar dos tempos de proximidade terem passado, a amizade nunca vai passar.

Grande e sincero abraco!

mermao, que texto nostalgico!!

muito bom e ao mesmo tempo muito ruim =)
muito bom porque achei bem escrito, bem estruturado, interessante e remete a boas lembranças, bons tempos e tudo mais; e muito ruim porque é nostálgico , acredito ser a nostalgia contra o progresso; e vivo no momento uma fase progressista, mesmo sabendo que o progresso não leva a canto nenhum, mas é que a vida é tão nostálgica que não resta mais nada a fazer dela do que viver a ganância do progresso até o momento que o próprio progresso se torne nostálgico. Também a nostalgia me passa a idéia de que a alegria só existe no passado e o futuro é restrito a trabalho e tristeza. =) weeeeeeeeeeee
FLOSIISSISISISI que já falei demais. Ae o unico blog q me causa o mesmo impacto eh o do “nerdson não vai a escola”, não sei pq

é mestre eu tb, até logo.

Fernanda Morais Says:
dezembro 28th, 2008 at 16:54

Cada poeema nos leeva a uma grande fontee de iimaginação, capaz de nos fazer protagonistas daquilo qe lemos, mas esse . . . me fez viajar literalmente *.* Muiitoo intenso, parabéns mesmo.’

Pois é Clodo, eu tenho percebido q a musa só me vem fazer alguma visita quando eu ñ estou realmete feliz. Parece q ela espera q algo ñ agradável ocorra na minha vida, então ela vem até mim e me afaga o rosto triste e olhando nos meus olhos marejados me diz o que fazer…
A musa… Ah, Musa…
Espero-te nos meus momentos mais felizes, pois quero te ver nos olhos e lhe encandear com a luz do meu sorriso… ^_^

Demorei a beça pra comentar, mas… cá estou eu… rsrs

Já disse que amei o seu blog, não é? Pois é…

Bom, diferentemente de alguns que postaram aqui, eu, estranhamente, sinto saudades enquanto o tempo ainda é presente… estranho não é? Mas é… às vezes no meio de algo, eu sinto aquela dorzinha de saber q aquilo é passageiro… afff….

Enfim… estou com saudades de vc tb! Apareça!

Abraços!

É, a saudade destrói muitas coisas, pelo menos destrói minha paciência. Mas o texto é lindo.

Thaís (Sinninho) Says:
Março 2nd, 2010 at 16:54

Que lindo! Por Deus, como senti saudade das tuas palavras.. ai ai ^^

Thaís (Sinninho) Says:
Março 2nd, 2010 at 17:02

Ahh, tenho um blog tb. As vezes escrevo nostalgias e saudades por la.. =)
http://tangerinediz.blogspot.com/
Beijoss

Clodo, adorei o texto e adorei o blog desde o nome até a imagem da home page, é bonito e contemporâneo. Parabéns, estarei sempre por aqui te visitando! Beijão

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

%d blogueiros gostam disto: