Da Minha Boca para os teus Olhos

Posted by: Clodoilson

julho 1st, 2007 >> Que falam de amor

Às vezes ficas ao meu lado, me olhando assim como se eu
Falasse de coisas do outro mundo, é quando sinto que estou falando
Sozinho porque não estais entendendo bem o que quero dizer,
Mas mesmo assim continuo falando porque na verdade não
Queria dizer tudo isso para mais ninguém, só para ti, só para
teus olhos arregalados e úmidos e brilhantes e sei lá o quê…

Não me entendes, mas só eu entendo como é bonitinho te ver
Fingindo apenas para me agradar e, outras vezes, quando abres ainda
Mais os olhos, sinto que nestes instantes algo foi realmente entendido,
E isto se confirma com teu disfarçado sorriso de quem sabe todas as
Coisas.

Acho tocante essa oferenda que me fazes, é uma pequena tigela com
Um pouco de tempo dentro, algumas flores bonitas, bonitas
Ainda que caladas, tem também aquele perfume suave sobre o qual
Gosto de me pegar pensando se é delas ou teu; que bonita oferta
Traz-me com tanta devoção, como poderia eu não aceitar?
Mas tudo tem que ser feito do teu modo, ou seja, em sagrado silêncio.

Depois de tantos encontros e de tanto falar eu descobri porque gosto
Dessas ocasiões, essas nossas ocasiões, é que o teu silêncio em
Particular é muito mais eloqüente que minhas palavras e tudo o
Que eu digo e, agora sou eu que abro os meus olhos e fico te
Observando.

Espero que voltes amanhã com tua tigela, as flores e o traje de silêncio.

01/07/2007 18:23

Comentários do Face

comentários

This entry was posted on domingo, julho 1st, 2007 at 18:23 and is filed under Que falam de amor. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed.You can leave a response, or trackback from your own site.
12 Responses to “Da Minha Boca para os teus Olhos”

Nem todos apreciam o silêncio como vc o descreveu, o que particularmente acho uma pena. ^^

01/07/2007 21:05:32

valdemir de medeiros Says:
julho 1st, 2007 at 21:34

mais uma vez, o grande clodoboy de supera, kba danado.
vou tentar manter uma posição crítica e literária sobre esse texto, se eu entendi direito, o protagonista sente algo, mas a mulher não percebe, algo assim. hehehehe.
faz tempo que não leio textos assim, literatura não é meu forte. muito bom o texto
até outro dia :**

01/07/2007 21:34:34

Thais (Sinninho) Says:
julho 2nd, 2007 at 12:51

Lindo lindo lindo!! Como sempre!! Tava com saudade de ler coisas tao puras e lindas! hummm delicia..
E tem um novo amor na parada??
Bjinhoss

02/07/2007 12:51:25

Excelente texto, Clodoilson. O silêncio, quando permitido e incentivado, é realmente uma dádiva.

03/07/2007 00:24:01

Marcilio Says:
julho 5th, 2007 at 21:35

caramba Clodoilson-senpai vc realmente eh digno de ser denominado SENPAI… eu nao conhecia esse seu lado Vinicius de Morais.. ja conheca ladp Guilty gear, anime, tecnologo, bacharel….e agora poeta.. %!@$&@#eu aqui do geisel tentarei me espelhar em vc, hauuhahauhau

eu posso usar esse poema pra manda a uma garota?

flw cara fica com Deus

05/07/2007 21:35:16

Gosto dos teus devaneios.Admiro tuas inspirações é como se fosse um amor impossível…Quem sabe ela não irá aparecer…

19/07/2007 11:01:36

Ei Mu, perfeito seu poema, fiquei apaixonado pelos dizeres, perfeito mesmo 😀 valeu!

http://www.esomeuheroi.blogspot.com

Estranha_Cilla Says:
novembro 7th, 2008 at 10:25

Com toda certeza…esse é o meu preferido!!!
Desde que ele existe!
Abração!

Que coisa mais linda!!!!!!!!!!!!! 😀
Teu blogger tá shooooooowwww, menino… Ai que eu queria saber fazer umas coisas assim…
Beijoocasss!!!

Adorei o poema!
Em particular adoro o silêncio!
Simplismente Lindo!

hm… interessante, gostei do título o foco do eulírico que inicia-se no discurso passa a ser apenas a presença e o olhar, o discurso passa a ser apenas uma descupa..
Só uma dúvida, o eulírico se sente solitário no mundo? E a outra personagem é uma mulher ?(afinal não se faz referência ao sexo feminino, podendo ser um amigo que diariamente encontra-se com o eulirico para conversar coisas da vida)

(afinal não se faz referência ao sexo feminino, podendo ser um amigo que diariamente encontra-se com o eulirico para conversar e agora ele percebeu que esse amigo com esses momentos de descontração é mais importante para sua sanidade mental(vida) do que imaginava, pois a única coisa que é oferecido no texto é uma tigela com tempo e paciência )

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

%d blogueiros gostam disto: