Archive for the ‘Revoltados :P’ Category

Monólogo do deus da lama

Posted by: Clodoilson

Maio 25th, 2004 >> Existencialista, Revoltados :P, Sombrios

A Grande Revolta pousou em minha alma!
Que desgraça!
Que desgraça!
O corvo dilacera meu ombro esquerdo!
Grito horrendo!
Pavoroso!

Como pude?!
Quando aconteceu?
Por que, eu, fagulha divina resplandecente,
Deixei-me limitar pelas paredes de fumaça do ego humano?
Carcaça podre, matéria mansão dos vermes!
Gaiola de um deus como eu…

Read the rest of this entry »

Eu sou o Arauto da Revolta

Posted by: Clodoilson

Janeiro 25th, 2004 >> Revoltados :P

Eu sou o Arauto da Revolta, todos vocês me enojam, me revoltam todos vocês que nasceram com um pouco mais de dinheiro e se acharam no direito de menosprezar os pobres, e ainda mais, se acharam livres da responsabilidade de diminuir a miséria na Terra.
Me revoltam todos vocês que nasceram um pouco mais belos e viram seus semelhantes como seres feios, seus feios atos me revoltaram ainda mais quando se acharam livres do dever de espalhar a beleza pela Terra…

Read the rest of this entry »

Gritos agonizantes de um coração sangrando

Posted by: Clodoilson

Janeiro 25th, 2004 >> Revoltados :P, Sombrios

A dor profunda vem invadindo a carne imitando uma bárbara adaga fria, enfiada por um cão danado entre minhas costelas e a bacia; grito meu grito abafado que ecoa como que de uma caverna sombria lotada de condenados, dói o peito, rasga-se a alma e o corpo fica em agonia.Pobre daquele cujo coração não experimentou o amor, bálsamo divino que confere alegria e esperança; sem amor o espírito cansa e fica em noite mesmo que seja dia…

Read the rest of this entry »

Vontade de gritar

Posted by: Clodoilson

Maio 3rd, 2002 >> Existencialista, Revoltados :P

Minha garganta ou minha mente, tanto faz,
se é minha garganta um falso alívio se instala,se é apenas
minha mente fica a real e constante insatisfação.
Não guardo mágoa, a questão é que o que vejo ao redor me
Magoa incessantemente, tento ignorar, me comportar como uma pedra,
mas as pedras não sentem, não vêem nem se incomodam…

Read the rest of this entry »

%d blogueiros gostam disto: